O PRESENTE NO PASSADO: DE NO MAIS DAS VEZES PARA MUITAS DAS VEZES
O PRESENTE NO PASSADO: DE NO MAIS DAS VEZES PARA MUITAS DAS VEZES.
DescriptionUnit
Documento
PT/RGPL/FRGLP.PPRLB.06.00020
O PRESENTE NO PASSADO: DE NO MAIS DAS VEZES PARA MUITAS DAS VEZES
[s.d.]
O estudo a ser apresentado atesta a origem da expressão popular "muitas das vezes", hoje encontrada na fala e na escrita do Português Brasileiro e do Português Europeu, de acordo com os achados de Mollica (no prelo), em expressões arcaicas como "mais das vezes", "no mais das vezes", "o mais das vezes". A expressão em foco, que encontra explicações no mecanismo do cruzamento sintático e no fenômeno da hipercorreção, constitui inovação de "baixo para cima" e apresenta uma taxa baixa de uso em relação ao seu par variante "muitas vezes", que já existia desde os primórdios do idioma. A forma inovadora "muitas das vezes" ingressa na língua apenas no século XX, após intensa competição com as formas antigas, ganhando finalmente espaço, deixando, no entanto, resíduos ainda em Portugal. Pode-se supor que o fenômeno em tela seja outra 10 evidência para reafirmar o famoso lema laboviano segundo o qual o presente explica o passado das línguas, a vida pregressa dos idiomas, que, por sua vez, via de regra projeta seu futuro.
Artigos\\Artigos do PPRLB
(pt) Português
(en) Inglês
Atas dos Colóquios do PPLB
1809-2748
Atas do 6º Colóquio do PPRLB: Portugal no Brasil: Pontes para o presente
Maria Cecília Mollica
Universidade Federal do Rio de Janeiro
Samara Moura
Thaís Pedretti Lofeudo
Universidade Federal do Rio de Janeiro
Classificação
  • Fundo do Real Gabinete de Língua Portuguesa
  • Atas PPRLB
  • Atas do 6º Colóquio
Multimedia
Registos relacionados