QUEM INFLUENCIOU O MARQUÊS DE POMBAL? Ideólogos, ideias, mitos e a utopia da Europa do Progresso
QUEM INFLUENCIOU O MARQUÊS DE POMBAL? Ideólogos, ideias, mitos e a utopia da Europa do Progresso.
DescriptionUnit
Documento
PT/RGPL/FRGLP.PPRLB.03.016
QUEM INFLUENCIOU O MARQUÊS DE POMBAL? Ideólogos, ideias, mitos e a utopia da Europa do Progresso
[s.d.]
As reformas pombalinas, em geral, e as reformas da Educação, em particular, tiveram sempre como objectivo mobilizador recuperar o atraso de Portugal e dos seus territórios coloniais em relação aos modelos de progresso dos países considerados mais avançados e cultos da Europa. O ministro Carvalho e Melo, na sequência da interdição do ensino da Companhia de Jesus e da abolição de toda a sua rede de instituições formativas em Portugal e nos seus territórios coloniais, particularmente no Brasil, no ano de 1759 iniciou um processo de reforma ou de refundação de um sistema de ensino em Portugal de configuração estatizante. O discurso sobre a Europa, isto é, sobre uma ideia de Europa revestida do mito iluminista de progresso, foi explorado para fazer a crítica ao chamado velho sistema obscurantista de ensino, dito jesuítico, e para defender propagandisticamente um novo modelo pautado pelos parâmetros de contornos utópicos típico do racionalismo das Luzes. A nossa comunicação pretende analisar a importância de uma ideia de Europa, por vezes mitificada, que serviu como meta modelar de progresso na concepção, planeamento e na propaganda estatal das reformas políticas protagonizadas pelo Marquês de Pombal. The reforms of Marquês de Pombal, in general, and the reforms of the Education, in particular, had always the intent to mobilize the recuperation of the delay of Portugal and its colonial territories in relation to the models of progress of the most advanced and cultured countries in Europe. In 1759, the minister Carvalho e Melo, in the sequency of the interdiction of the education teached by the Company of Jesus and the abolition of all its net of formative institutions in Portugal and its colonial territories, particularly in Brazil, initiated a process of reform and renovation of portuguese education system, bringing it under the control of the government. The speech on Europe, that is, on a ideia of Europe coated with the illuminist myth of progress, was explored to make a censure to the old call obscurantist system of education, said jesuitic, and to defend a new model measured by the parameters of utopian contours, typical of the rationalism of the Lights. Our text analyzes the importance of an ideia of Europe, for times mythified, that served as shape goal of progress in the conception, planning and in the state propaganda of the political reforms carried out by Marquês de Pombal.
Marquês de Pombal Europa Jesuítas Progresso Iluminismo Marquês de Pombal Europa Jesuítas Progresso Iluminismo Europe Progress Iluminism Jesuits Decay
Artigos\\Artigos do PPRLB
(pt) Português
(en) Inglês
Atas dos Colóquios do PPLB
1809-2748
Atas do 3º Colóquio do PPRLB: Entre Iluminados e Românticos
José Eduardo Franco
Classificação
  • Fundo do Real Gabinete de Língua Portuguesa
  • Atas PPRLB
  • Atas do 3º Colóquio : Entre Iluminados e Românticos
Multimedia
Registos relacionados