NEM PASSIONAL, NEM ROMÂNTICO: O PORTUGAL OITOCENTISTA DE CAMILO CASTELO BRANCO
NEM PASSIONAL, NEM ROMÂNTICO: O PORTUGAL OITOCENTISTA DE CAMILO CASTELO BRANCO.
DescriptionUnit
Documento
PT/RGPL/FRGLP.PPRLB.03.001
NEM PASSIONAL, NEM ROMÂNTICO: O PORTUGAL OITOCENTISTA DE CAMILO CASTELO BRANCO
[s.d.]
Partindo do conturbado período das Invasões Francesas e do contato português com os ideais Iluministas, Camilo Castelo Branco construiu o romance Onde está a Felicidade? (1856), obra na qual encontramos uma tentativa de responder a esta eterna inquietação humana expressa no título. Contudo, para chegar a tal resposta, o escritor elaborou uma análise crítica de como o dinheiro finda por ser o fator determinante das relações humanas e sociais de seu Portugal oitocentista, concluindo ao cabo do romance que a Felicidade "está debaixo de uma tábua, onde se encontram cento e cinqüenta contos de réis". Assim posto, procuraremos reavaliar o papel do romance Onde está a Felicidade? no conjunto da obra camiliana, visando discutir sua classificação tradicional de novela passional e, conseqüentemente, descobrir em Camilo um crítico social habilidoso, muito distante do rótulo de escritor ultra-romântico que usualmente lhe é atribuído. From the troubled period of the French invasions and Portuguese contact with Illuminist ideals, Camilo Castelo Branco constructed the novel Onde Está a Felicidade? (1856), work in which we find an attempt to answer this eternal human anxiety expressed in the title. To reach this answer, however, the writer built a critical analysis of how money gets to be the determinant factor of human and social relationships in his 19th century Portugal, concluding at the end of the novel that Happiness “está debaixo de uma tábua, onde se encontram cento e cinqüenta contos de réis”. Thus, we will try to reevaluate the role of the novel Onde Está a Felicidade? in the set of camilian work, intending to discuss its traditional classification as a passionate novel and, consequently, to discover in Camilo a skilled social critic, much far of the label of an ultra-romanticist writer that is usually attributed to him.
Camilo Castelo Branco Século XIX Crítica Social Novela Passional 19th Century Social Criticism Passionate Novel
Artigos\\Artigos do PPRLB
(pt) Português
(en) Inglês
Atas dos Colóquios do PPLB
1809-2748
Atas do 3º Colóquio do PPRLB: Entre Iluminados e Românticos
Ana Luísa Patrício Campos de Oliveira
CASTELO BRANCO, Camilo. Onde está a Felicidade?. Lisboa: Parceria A. M. Pereira, Lda, 1856. (1970, 12ª ed.)
MOISÉS, Massaud. Presença da Literatura Portuguesa. v.III: Romantismo -Realismo. São Paulo: Difusão Européia do Livro, 1967.
SARAIVA, António José e LOPES, Óscar. História da Literatura Portuguesa. Porto: Porto Editora, 1955.
Classificação
  • Fundo do Real Gabinete de Língua Portuguesa
  • Atas PPRLB
  • Atas do 3º Colóquio : Entre Iluminados e Românticos
Multimedia
Registos relacionados