BALZAC E CAMILO: CONSIDERAÇÕES A PROPÓSITO DA CRÍTICA SOCIAL OITOCENTISTA
BALZAC E CAMILO: CONSIDERAÇÕES A PROPÓSITO DA CRÍTICA SOCIAL OITOCENTISTA.
DescriptionUnit
Documento
PT/RGPL/FRGLP.PPRLB.06.00018
BALZAC E CAMILO: CONSIDERAÇÕES A PROPÓSITO DA CRÍTICA SOCIAL OITOCENTISTA
[s.d.]
Tendo em vista as obras de dois autores europeus, paradigmáticos para a literatura do mundo lusófono, o francês Honoré de Balzac e o português Camilo Castelo Branco, propomo-nos nesta comunicação a analisar o modo de composição crítica social presente em alguns romances de ambos os escritores, intencionando vislumbrar como essas tessituras críticas dialogam de forma díspar com a teoria rousseauniana do “bom selvagem”, consoante a qual o homem nasce bom, mas a sociedade, fonte inesgotável de desejos supérfluos, o degenera
Artigos\\Artigos do PPRLB
(pt) Português
(en) Inglês
Atas dos Colóquios do PPLB
1809-2748
Atas do 6º Colóquio do PPRLB: Portugal no Brasil: Pontes para o presente
Oliveira, Ana Luísa Patrício Campos de
Universidade de São Paulo
Classificação
  • Fundo do Real Gabinete de Língua Portuguesa
  • Atas PPRLB
  • Atas do 6º Colóquio
Multimedia
Registos relacionados